quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O Que Era "Bando", Antigamente

O que é bando? Dependendo do contexto, pode ser um grupo de aves em revoada, ou uma dúzia de guris descendo a rua após as aulas, além de muitas outras coisas... Quando jogadores de futebol atuavam mal, sem qualquer cooperação entre si, meu pai dizia que eram um bando em campo, não uma equipe. Os exemplos nos dicionários seguem mais ou menos a mesma linha.
Se mudássemos, no entanto, a pergunta, e em lugar de "o que é" viesse "o que era um bando?", o significado poderia, também, ser um outro: antigamente, quando não havia métodos mais eficazes para comunicar ao povo de uma cidade alguma nova lei ou decisão dos governantes, lançava-se um bando, ou seja, uma pequena procissão, quase sempre acompanhada de fanfarra, que percorria a localidade, fazendo paradas em vários lugares, aos quais a população acorria para ouvir ler as ordens ou leis que se divulgavam. É o que se vê neste trechinho da Nobiliarchia Paulistana, escrita no século XVIII por Pedro Taques de Almeida Paes Leme: "...e como já tinha mandado lançar bando a som de caixas no Rio de Janeiro, prometendo o perdão em nome de Sua Majestade aos delinquentes..."
Já na primeira metade do século XIX, Debret (*) registrou o "Bando ou Proclamação Municipal" nesta imagem:

 

(*) DEBRET, J. B. Voyage Pittoresque et Historique au Brésil vol. 3
Paris: Firmin Didot Frères, 1839 
O original pertence à Brasiliana USP; a imagem foi editada para facilitar a visualização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Democraticamente, comentários e debates construtivos serão bem-recebidos. Participe!
Devido à natureza dos assuntos tratados neste blog, todos os comentários passarão, necessariamente, por moderação, antes que sejam publicados. Comentários de caráter preconceituoso, racista, sexista, etc. não serão aceitos. Entretanto, a discussão inteligente de ideias será sempre estimulada.